2º Domingo da Pascoa

Domingo da Divina Misericórdia

Igreja Matriz dia 08/04/2018 – 19h00

Disse Jesus a Santa Faustina: “Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pobres pecadores. Neste dia tão abertas as entranhas da Minha Misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre aquelas almas eu se aproximam da fonte de Minhas Misericórdia. A alma que for à confissão e receber a Sagrada Comunhão obterá remissão total das culpas e das penas. Nesse dia estão abertas as comportas divina, pelas quais se derramam as graças. Que nenhuma alma receie vir a Mim, ainda que os seus pecados sejam tão vivos como escarlate”

Santa Faustina disse: “A noite, quando eu estava em minha ceia, percebi a presença do Senhor Jesus vestido de um túnica branca. Uma mão estava levantada a fim de abençoar, a outra pousava na altura do peito. Da abertura da túnica no peito saíam dois grandes raios, um vermelho e outro pálido. Em silêncio eu olhei intensamente para o Senhor; minha alma estava tomada pelo espanto, mas também por grande alegria. Depois de um tempo, Jesus me disse:  Pinta uma imagem de acordo com o que vês, com a inscrição, “JESUS EU CONFIO EM VÓS”. Prometo que a alma que venerar esta imagem  não perecera.”

Benção Solene

A fé cristã ultrapassa os sentidos do ver, do tocar e do sentir, é algo mais profundo. Trata-se de experimentar Deus profundo do coração. Jeus disse a Santa Faustina e hoje diz a cada um de nós “Ofereço aos homens um vaso que devem buscar graças na fonte da misericórdia. Esse vaso é a imagem com a inscrição “Jesus eu confio em Vós”. Quero que essa Imagem, que pintarás com pincel, seja benzida solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia.