Como em todos os momentos da vida de Jesus, Maria também está presente na Ressurreição. Aquela que compartilhou as dores de seu Filho também celebra junto Dele as alegrias da vida nova. Também nós queremos nos juntar a eles nestes momentos felizes, conscientes que tanto o Filho Jesus quanto a Mãe Maria nunca nos abandonam em nosso dia-a-dia. Assim com o coração em festa as alegrias da Virgem Maria vendo nossa vida refletida naquela que é a imagem perfeita, bela e bem acabada da Igreja que somos todos nós.

A alegria é um sentimento profundo que nasce da mescla de vários fatores: sentir confiança, ter a satisfação do dever cumprido, estar em harmonia consigo mesmo, com Deus e com os demais irmãos. A alegria constante é uma atitude própria do católico, que tem a segurança de sentir-se amado por Deus, no caminho certo e na verdade. Maria, nossa Mãe, é exemplo e fonte dessa mesma alegria, para todos nós. Apresentemos as sete alegrias de Nossa Senhora:

PRIMEIRA ALEGRIA – ANUNCIAÇÃO DO ANJO

Do Evangelho de São Lucas: “Alegra-te, Cheia de graça, o Senhor está contigo. Encontrastes graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um Filho, a quem chamarás Jesus”.

SEGUNDA ALEGRIA – SAUDAÇÃO DE ISABEL

Do Evangelho de São Lucas: “E, repleta do Espírito Santo, Isabel exclamou: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto de teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Feliz aquela que acreditou, pois será cumprido tudo aquilo que o Senhor lhe prometeu’”.

TERCEIRA ALEGRIA – NASCIMENTO DE JESUS

Do Evangelho de São Lucas: “Estando José e Maria em Belém, completaram-se os dias para o parto e ela deu à luz um filho primogênito, envolveu-o em faixas e reclinou-o numa manjedoura. Maria, contudo, meditava todas estas coisas em seu coração”.

QUARTA ALEGRIA – RESSURREIÇÃO DO SENHOR

Do Evangelho de São Mateus: “Vinde ver o lugar onde Ele estava. Ide já contar aos discípulos que Ele ressuscitou dos mortos e que vos precede na Galileia. Ali vós o vereis”. Elas, partindo depressa do túmulo, com medo e grande alegria, correram a anunciar aos seus discípulos.

QUINTA ALEGRIA – PENTECOSTES

Dos Atos dos Apóstolos: “Os Apóstolos eram unânimes, perseveravam na oração com algumas mulheres, entre as quais, Maria, a mãe de Jesus”.

SEXTA ALEGRIA – ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

Do salmo de Davi: “A vossa direita se encontra a Rainha, com veste esplendente de ouro de Ofir. Em vestes vistosas ao rei se dirige, e as virgens amigas lhe formam cortejo, entre cantos de festa e com grande alegria, ingressam, então, no palácio real”.

SÉTIMA ALEGRIA – COROAÇÃO DE MARIA

Do Apocalipse de São João: “Um grande sinal apareceu no céu: uma mulher, vestida com o sol, tendo as luas sob os pés e sobre a cabeça uma coroa de 12 estrelas…”